Pura Consciência 
Sites Grátis no Comunidades.net
Reiki - Energia Vital
Reiki - Energia Vital

 

 “Reiki” - Energia Vital Universal

Reconhecido pela OMS (Organização Mundial de Saúde), o Reiki, terapia holística de origem oriental traduzido genericamente como Energia Vital Universal tem vindo a ser alvo de várias críticas mas também considerado por muitos como uma disciplina alternativa de origem oriental bastante fiável e como método indubitável de cura.

Sob o meu ponto de vista, e como Mestre Reiki que a aplica como método de eleição, por ser também condutor de outras técnicas, é de facto energia vital universal mas muito mais do que isso diria que é energia de amor, que é energia divina e portanto Universal.

Das várias teorias existentes, “rei” significa em japonês universo ou espírito e “Ki” energia vital, o que em junção significa energia vital universal ou espiritual, ou sob o meu ponto de vista divina. Temos todo o direito de a interpretar da sua forma íntima e particular devido aos inúmeros conceitos que nos chegaram através da nossa própria cultura.

Os registos existentes indicam que a energia vital universal foi aplicada há milhares de anos, começando pela Atlântida, passando por várias diferentes civilizações ancestrais, por Jesus e por Buda.

É confrontado com a questão sobre a imposição das mãos de Jesus, como método de cura, que o 1º Grão Mestre Reiki, Mikao Usui, tibetano, deão, docente numa Universidade Católica no Japão na 2ª metade do séc. XX, sem resposta para tal viabilidade vai ao encontro de respostas. Efectuou inúmeras pesquisas tanto no Ocidente como no Oriente, encontrando de facto registos sobre o assunto relacionados com Jesus e Buda, mas sempre inconclusivas. Seguindo o conselho de um seu superior e amigo, retira-se para o Monte Kurama, no Japão, local onde vários mestres espirituais se retiravam em jejum para obtenção de respostas ou iluminação. O seu retiro em jejum meditativo prolongou-se por 21 dias, sendo que no 21º dia foi “iluminado” por uma experiência absolutamente transcendente na qual recebe indicações e esclarecimentos divinos sobre a matéria, recebendo de igual forma toda a carga energética vital universal para empreender o seu glorioso caminho como o 1º Grão-mestre de Reiki da nova era. Em si sentiu imediatamente o efeito benéfico da energia. Passou largos anos a ensinar, dedicando toda a sua vida ao Reiki, nome que fica registado por si no Japão. O seu seguidor, Chugiro Hayachi, 2º Grão-mestre de Reiki, médico oficial da marinha no Japão, viria a estabelecer uma clínica de Reiki e a iniciar, ou seja, ensinar aquela que viria a ser a 3ª Grã Mestre de Reiki através do seu próprio processo de cura, Hawaio Takata, de origem japonesa residente no Haway, Estados Unidos da América. Devemos estar gratos a Hawaio Takata pela ocidentalização do Reiki, o qual passou segundo alguns estudos a ser tecnicizado. Ramificou-se até à Europa e até Portugal, surgindo uma ramificação ou descendência de Mestres Reiki a nível internacional, os quais adaptaram o seu trabalho à sua cultura, reunindo a sua própria experiência e sabedoria.

Na aprendizagem de Reiki existem, segundo o Método Tradicional Mikao Usui, com o qual trabalho,  juntando os ingredientes da minha alma, da minha essência e fundamentalmente da minha experiência, quatro níveis ou graus, sendo que o quarto corresponde ao nível de mestre ou professor com as variantes das inúmeras linhagens existentes.

Para melhor entendimento, farei um resumo quanto ao que acontece em cada grau, mas primeiro explicarei qual a justificação simples e figurativa para tal.

 O que é um canal de Reiki?

Restringindo-me à espécie humana, qualquer ser humano é já um canal de Reiki, o qual no entanto possui um fluxo de energia que se limita consoante as suas características pessoais. Existem pessoas sem nunca terem sido iniciadas por um mestre de Reiki que detêm capacidades de cura energéticas como aptidão natural.

Do ponto de vista energético aconselho a que consideremos que cada ser humano possui um canal energético, invisível à visão humana, no entanto visível aos clarividentes e leitores da aura. Este canal possui uma extensão que provém do universo, estendo-se na vertical por todo o corpo, desde o centro do topo da cabeça, atravessando a coluna e estendendo-se até ao centro da terra. É este o canal que conecta todas as partes. Neste canal circula energia vital universal, a qual fazendo parte integrante do todo existe tanto na terra como no céu. Por este canal e citando a minha mestre de Reiki de 1º e de 2º grau, a quem muito respeito e considero, “circula uma quantidade de energia semelhante ao fluxo de uma torneira”; ou seja, antes de qualquer iniciação desse canal goteja energia, a qual foi sendo minimizada em função dos vários bloqueios existentes nos vários campos de que já falei. Figurativamente, esse canal ganhou detritos que não permitem a livre circulação de energia, provocando muitas das vezes a sensação de que se está desprovido de força anímica. Quando se dá o primeiro processo de iniciação, esse canal é desbloqueado e o fluxo energético primário é aumentado consideravelmente. As técnicas aplicadas amplificam a consciência e consequentemente a percepção extra-sensorial. O mesmo ocorre proporcionalmente em todos os graus, em que também são transmitidos os ensinamentos respectivos, reforçada a filosofia de vida e transmitidas técnicas não só de tratamento como de amplificação e protecção energética. São também facultados símbolos e mantras oriundos de culturas maioritariamente orientais que potenciam e amplificam o fluxo energético, quando trabalhados em conjunto com a intenção de cura. Todo o ensinamento está envolto de fortes vibrações energéticas de carácter particular e o simples ritual de iniciação deve ser respeitado e salvaguardado, factor pelo qual não me estendo um pouco mais na abordagem.

Em cada iniciação ou elevação de grau, são transmitidos novos ensinamentos de Reiki e outros, consoante o mestre e o seu trabalho individual. Surgem em cada grau desafios diferentes cujo objectivo é o crescimento interior, a obtenção de sabedoria e sempre a elevação da consciência e consequente evolução da alma do aluno e do mestre.

No primeiro grau, para além da explicação, origem e utilidade do Reiki, transmite-se também o Reiki-Do, a que lhe chamo Filosofia de Vida transmitida por Mikao Usui, a qual se constitui por cinco preceitos simples e muito claros cujo objectivo é viver uma vida mais tranquila e pacífica com base na meditação e na tolerância, em que o respeito é o um dos mais profundos alicerces. Neste nível, o aluno toma consciência de uma realidade sobre si próprio diferente da usual, mais valiosa e mais bela, toma consciência igualmente da realidade dos outros e de tudo o que o rodeia, e acima de tudo consciencializa que ao ser um canal amplificado de Reiki se torna canal de amor universal e de cura. Entra em contacto com uma experiência até antes nunca provavelmente sentida, entra em contacto consigo próprio e com a sua essência original o que lhe promove um intenso sentimento de amor, de paz, conduzindo-o à reconciliação. O primeiro grau foca especialmente o campo físico e a percepção de si próprio e de tudo o que o rodeia. O segundo grau incide fortemente sobre o campo emocional e mental e o terceiro sobre o campo espiritual. O grau de mestre prepara o ser e a alma para uma entrega árdua, exigente mas extraordinariamente gratificante que é partilhar a história, rever técnicas, aprender a ensinar os processos, técnicas e rituais das iniciações e incentivar a viver, aceitando, os equlíbrios e desiquilíbrios proporcionados quotidianamente como exercícios de elevada exigência que o conduzirão à verdadeira mestria da Vida: a Sabedoria do seu próprio caminho!

 

Sandra Isabel

                                                                                                                        

 

Free Translation Widget

ONLINE
1





Partilhe este Site...